Pesquisar

Temas

Funcionários de cooperativas aprovam proposta

Acordo vai garantir licença-paternidade de 20 dias a partir de 2017, e salários serão reajustados de acordo com índice de inflação do período; acordo deverá ser assinado nos próximos dias.
 
São Paulo – Em assembleia realizada na sede do Sindicato, na noite da quinta-feira 13, os funcionários de cooperativas de crédito aprovaram a proposta apresentada pelo patronato. Com isso, os salários serão reajustados em 9,83%, repondo a inflação do período (1º de maio de 2015 a 1º de junho de 2016), de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor.
 
O piso de entrada, referente aos cargos de porteiro e contínuo, serão corrigidos em 10,5%, assim como os vales refeição, alimentação e a 13ª cesta. Os funcionários de cooperativa terão garantidos dois novos direitos a partir de 2017: licença-paternidade de 20 dias e o abono-assiduidade, que consiste a um dia de ausência remunerada por ano.
 
O acordo será assinado nos próximos dias, ainda sem data definida. Com a ratificação, será confirmada a data do crédito das verbas retroativas a partir de maio.
 
“Na atual conjuntura desfavorável aos trabalhadores, conseguimos manter o índice de inflação integral, afastando a ameaça de arrocho salarial, além de termos melhorado o valor dos vales e garantido a cláusula da licença-paternidade”, comemora Jair Alves, dirigente sindical. 
 

Compartilhe esse conteúdo