Pesquisar

Temas

Bancári@, como está sua vida no Home Office? Responda já à pesquisa da CONTRAF e DIEESE

Confederação, federação e sindicatos estão unidos para saber quais dificuldades os trabalhadores enfrentam no Home Office e como garantir melhorias nesse novo sistema

 
A Contraf-CUT, Federações e sindicatos que compõem o Comando Nacional dos Bancários querem saber em quais condições estão trabalhando os bancários no sistema Home Office.

A pesquisa vai levantar as dificuldades enfrentadas pela categoria e, desta forma, trabalhar para garantir melhores condições de trabalho para todos.
Passado mais de um ano do início da pandemia do Coronavírus, quase metade da categoria bancária segue trabalhando em regime de Home Office em virtude da necessidade de isolamento social para reduzir a velocidade de contágio do vírus.

Acesse o link a seguir e responda à pesquisa:  

https://lime.dieese.org.br/index.php/194959?lang=pt-BR

A pesquisa vai até o dia 2 de agosto.
 As respostas serão compiladas e analisadas pelo Dieese e os resultados serão apresentados durante a 23ª Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada nos dias 3 e 4 de setembro.

“Em julho do ano passado, quando foi realizada a primeira pesquisa, fazia pouco tempo que quase a metade da categoria tinha ido para o home office. Os dados foram fundamentais para entender quais questões deveriam ser levadas para a mesa de negociação e melhorar as condições de trabalho dos bancários em home office”, explicou a presidenta da Contraf-CUT, que também é coordenadora do Comando Nacional dos Bancários. “Temos que verificar os efeitos deste período mais longo de trabalho em casa sobre a categoria”, completou.

“Nesta segunda pesquisa vamos avaliar a evolução da situação desses trabalhadores, verificar se houve aumento dos problemas de saúde após tanto tempo de trabalho em casa, e analisar novos temas, que foram incluídos na pesquisa”, afirmou a presidenta da Contraf-CUT. “Com os resultados em mãos será possível compará-los para seguirmos subsidiando a ação sindical voltada a este novo segmento que se abriu com a pandemia”, completou.
Para responder

Para garantir a apuração de acordo com a composição estatística da categoria em cada base sindical, o link da pesquisa não será divulgado ao público em geral. Será enviado pelos sindicatos apenas aos bancários que estão em trabalho home office, ou que já trabalharam neste formato. Caso algum bancário faça parte deste público e não receba o link, deve entrar em contato com seu sindicato para solicitar o envio pelo meio que preferir (Whatsapp, Telegram, SMS, e-mail e/ou outros).

Compartilhe esse conteúdo