Pesquisar

Temas

Apcef/SP e Seeb SP debatem situação dos GEV’s. Objetivo é pautar a Caixa cobrando soluções para os problemas apontados

A Apcef/SP e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região estão pautando os problemas enfrentados pelos Gerentes Executivos de Varejo (GEV). A função, criada da reestruturação da rele de varejo em 2020, carrega inúmeros problemas desde seu surgimento, que sempre foram ignorados pela direção do banco e tem causado diversos transtornos aos colegas ocupantes do cargo.

Atualmente, não há uma definição clara das atribuições da função, falta estrutura para desempenhar as atividades, as responsabilidades do cargo não são compatíveis com a remuneração e há problemas com relação ao encarreiramento. “Como são lotados na SEV, os GEV’s são preteridos quando disputam vagas de Gerente de Carteira nas agências, sua oportunidade de concorrer à vagas em áreas fora da VIRED também é reduzida.

Por isso, estamos organizando as demandas do segmentos, para que possamos cobrar, de forma organizada, a direção da empresa. Devemos realizar, em breve, reunião com os GEV’s, para avançarmos no tema” explicou Andre Sardão, diretor da Apcef/SP.

“A situação dos GEV’s é um exemplo de que o modelo da rede de varejo implementado em 2020 precisa ser revisto, pois causa problemas aos empregados e sequer atende minimamente as necessidades da empresa. Ao contrário, as condições precárias às quais os empregados são submetidos pela direção do banco, com acúmulos e desvios de função, apenas aumenta o passivo trabalhista da instituição. A Caixa precisa rever o modelo imediatamente, dando voz aos empregados para buscar soluções para os problemas que ela própria criou no passado”, disse Leonardo Quadros, diretor-presidente da Apcef/SP.

Compartilhe esse conteúdo