Webmail
domingo, 21 de abril de 2024

EM CIMA DA HORA

publicado em 22/02/2024

Federação Sindical indiana anuncia boicote a navios com armas para Israel

Entre os cerca de 30 mil mortos pelos ataques de Israel, mais de 12 mil são crianças. ''Apelamos aos trabalhadores do mundo e aos povos amantes da paz para que apoiem a exigência de uma Palestina livre'', declara o comunicado da Federação Sindical


A Federação dos Trabalhadores dos Transportes Aquáticos da Índia, que representa mais de 3500 trabalhadores em 11 portos do país, decidiu não carregar ou descarregar navios com armas para Israel.

A decisão anunciada em comunicado foi confirmada, este domingo, por um dirigente da federação à agência Anadolu.

''Decidimos não carregar nem descarregar navios que chegarem com armas. No entanto, até agora, nenhum navio desse género chegou. Se vier, faremos boicote'', disse à agência turca Narendra Rao, secretário-geral do sindicato.

Rao afirmou que a estrutura é filiada na Federação Sindical Mundial e que, há alguns meses, os sindicatos dos sectores portuários de todo o mundo decidiram não lidar com navios que transportam armas para Israel nos seus respectivos portos.

''Os trabalhadores portuários, sindicalizados, sempre se opuseram à guerra e à matança de pessoas inocentes, como mulheres e crianças'', acrescentou.

Índia: movimento pela paz condena agressão israelita a Gaza
Na quarta-feira passada, dia 14, a federação sindical indiana emitiu um comunicado em que declara a recusa dos trabalhadores a «carregar e descarregar armamento de Israel ou qualquer outro país» para a guerra na Palestina.

''O ataque recente de Israel a Gaza mergulhou milhares de palestinianos em imenso sofrimento e perdas'', afirma o texto, que pede um cessar-fogo imediato.

''Enquanto sindicatos responsáveis, declaramos a nossa solidariedade com aqueles que fazem campanha pela paz. Apelamos aos trabalhadores do mundo e aos povos amantes da paz para que apoiem a exigência de uma Palestina livre'', declara o comunicado da federação sindical, citado por The Wire.

Mais de 12 mil crianças mortas nos ataques de Israel
30 mil pessoas na região já foram mortas, 70 mil foram feridas e 600 mil crianças estão em situação de fome. Até 4ª feira (21.fev), o Hamas contabilizava 29.708 mortos palestinos. Do total de mortos na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, 12.405 são crianças e 8.400 são mulheres. Israelenses mortos no conflito somam 1.139, informa o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben...


  Fonte: https://www.abrilabril.pt/ Foto Eyes on Palestine
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil