Webmail
sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

EM CIMA DA HORA

publicado em 07/02/2024

Seeb SP: Canal de Denúncias é meio mais seguro e confiável para resolução de conflitos

Desde que foi reformulado, em junho do ano passado, o Canal de Denúncias do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região passou a receber um número maior de queixas contra assédio moral, assédio sexual e outros problemas enfrentados pelos trabalhadores nos seus locais de trabalho.

Antes das mudanças na ferramenta, que ficou mais ampla e interativa, o Canal recebia entre 20 a 30 denúncias por mês. Mas desde a repaginação, esses números triplicaram, chegando a 135 reclamações em um único mês.

De 13 de junho de 2023 a 16 de janeiro deste ano, o Canal recebeu um total de 718 denúncias, das quais 72% já foram apuradas e finalizadas, e apenas 14% ainda estão pendentes de respostas das instituições financeiras. Para se ter uma ideia: em 2022 o total de denúncias foi 344, ou seja, metade do que o recebido nos últimos oito meses.

Para a secretária de Saúde do Sindicato, Valeska Pincovai, a maior procura pelo Canal reflete a confiança e segurança que o Sindicato proporciona aos trabalhadores. “Os bancários percebem que é muito mais seguro recorrer ao Sindicato do que aos canais próprios dos bancos. Eles sabem que o Sindicato garante o total sigilo da identidade do denunciante e que há efetividade na apuração e na solução dos problemas.”

Denuncie ao Sindicato, não ao banco
Não são poucos os casos que chegaram ao Sindicato de trabalhadores demitidos após fazerem denúncias de assédio nos canais internos da empresa. “Alguns trabalhadores do Banco BV e do Daycoval sofreram ainda mais quando registraram suas denúncias nos canais das empresas. Foram perseguidos e até demitidos. Isso é inadmissível! Por isso, a orientação é que os trabalhadores utilizem o nosso canal de denúncias,  para ter a garantia do sigilo da identidade, a devida apuração e a busca de uma solução efetiva aos problemas”, reforça Valeska.

A secretária de Saúde lembra que o Canal de Denúncias foi uma conquista da categoria na Campanha Nacional de 2010. E que, além de ser um instrumento de defesa dos trabalhadores, é uma ferramenta importante para que o Sindicato tenha dados estatísticos dos problemas que afligem a categoria. “E assim podemos traçar estratégias eficazes de combate, principalmente em relação ao assédio moral e sexual. Ou seja, o Canal é fundamental para a nossa luta por empregos dignos e ambientes de trabalho saudáveis.”

Assédio moral é principal queixa
A grande maioria das denúncias que chegam ao Sindicato é de assédio moral (42%), seguidas de reclamações contra descumprimento da CCT (19%), problemas no espaço físico (14%) e pressão excessiva por metas (12%), entre outros problemas.

Outro dado que chama atenção é o crescimento de denúncias de trabalhadores de bancos de investimento, principalmente vindas do banco Daycoval, mas também de outras instituições como Banco Pan, C6 Bank, BV e Pic Pay. “A grande maioria dessas denúncias foi finalizada e isso foi fundamental para ganharmos a confiança desses trabalhadores, que acabam compartilhando a experiência com colegas e incentivando-os a fazerem o mesmo, ao invés de confiarem nos canais da empresa. É importante que outros trabalhadores sigam esse exemplo e nos procurem”, finaliza a secretária de Saúde. Fonte: SEEB-SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil