Webmail
domingo, 21 de abril de 2024

EM CIMA DA HORA

publicado em 21/12/2023

Sindicato se reúne com Itaú após denúncias sobre problemas em afastamentos

O Itaú se comprometeu a melhorar a comunicação, por meio da produção de uma cartilha, para informar os trabalhadores sobre o fluxo do encaminhamento de documentos necessários para o afastamento via INSS.

Este foi um dos encaminhamentos definidos em reunião entre o Sindicato dos Bancários de São Paulo e as áreas de Relações Sindicais e de Licenças do Itaú. O encontro realizado nesta quarta-feira 20 ocorreu a fim de cobrar soluções para uma série de problemas identificados e denunciados pelo Sindicato.

Demissão de adoecidos

Na reunião, os representantes dos trabalhadores alertaram que está aumentando muito o número de bancários adoecidos que estão sendo demitidos quando retornam do afastamento.
O banco se comprometeu a agendar nova reunião para tratar especificamente deste ponto, quando o Sindicato irá apresentar os casos de seu conhecimento.

Problemas na marcação de perícias

Também foram alertados problemas na marcação de perícias: o banco não agenda perícia e não avisa o trabalhador, que fica no prejuízo, porque a não marcação atrasa o processo de reconhecimento da doença (ou não reconhecimento e posterior recurso), e do pagamento do benefício.
Os representantes do banco responderam que têm dificuldade em acessar o sistema do INSS, por isso não marcam a data certa, o que acaba resultando em transtornos. Mas se comprometeram a ajustar internamente para que não ocorram mais perdas de prazo na marcação da perícia.
Os representantes dos trabalhadores enfatizaram que estão em negociação com o governo para cobrar melhorias no sistema do INSS.
Emissão da DUT

Foram frisados problemas na emissão da Declaração do Último Dia de Trabalho (DUT), como não emissão do documento por parte do banco, conforme a Convenção Coletiva de Trabalho; e emissão com erros. O banco respondeu que está trabalhando na melhoria do sistema.
Encaminhamento de documentos

O banco informou que está trabalhando em um sistema para que o bancário consiga encaminhar, sem depender do gestor, documentos como, por exemplo, o resultado do exame de retorno.

Descontos no salário

O desconto no salário feito antes mesmo de o trabalhador afastado receber do INSS foi outro ponto destacado.
O banco alegou que os bancários não encaminham os documentos necessários, por isso os descontos são efetuados. Os representantes dos trabalhadores rebateram que isto se deve à falta de orientação. Além disso, muitos bancários afirmam que, após abrir chamado, não há retorno da Central Pessoas, a área responsável por dar suporte ao trabalhador nestas questões.

Na reunião, os representantes do banco afirmaram que estão trabalhando em melhorias, mas alegaram que informam aos trabalhadores.
“Alertamos que os bancários não são orientados corretamente nos procedimentos que envolvem afastamentos e, muitas vezes, os documentos necessários acabam não chegando na área certa. E o bancário fica como se não tivesse informado. Assim, o que chega para nós é que os trabalhadores não recebem informação nenhuma. Por isso, foi combinado na reunião de construirmos uma cartilha em conjunto para orientar os trabalhadores sobre o passo a passo deste fluxo todo”, enfatiza Valeska Pincovai secretária de Saúde do Sindicato e bancária do Itaú.
Acesso negado ao IU Conceta

Os representantes dos trabalhadores bancários também reportaram queixas dos trabalhadores sobre impossibilidade de acessar o IU Conecta quando ficam muito tempo afastados. Com isto, não conseguem cadastrar o atestado no sistema.
Os representantes do banco responderam que eles perdem o acesso ao sistema porque não atualizam o cadastro. Os representantes do Sindicato pediram então que seja melhorada a comunicação a fim de informar sobre a importância deste procedimento.
Descontos em folha para afastados

Também foi cobrado para que sejam melhoradas informações dos descontos em folha; e também que os trabalhadores sejam alertados que o desconto do Imposto de Renda é feito no final, quando há a devolução dos valores antecipados pelo banco.
Um exemplo seria colocar um aviso no holerite, lembrando que o IR não é descontado da antecipação, e sim nos acertos, após os bancários passarem na primeira perícia. Essa informação também pode constar na cartilha de orientações.

“Na nossa avaliação, a reunião foi positiva. Vamos trabalhar essa cartilha em conjunto, e vamos passar para o banco qualquer outro tipo de problema a fim de resolver pontualmente, mas nós sentimos que o banco tem disposição para melhorar tudo o que foi apontado, e essa atualização que está sendo feita no sistema será positiva para os bancários. Nós seguiremos acompanhando todos estes pontos em conjunto para nos certificar de que as mudanças serão implantadas em benefício dos trabalhadores” , afirma Valeska. Fonte: SEEB SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil