Webmail
sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

EM CIMA DA HORA

publicado em 14/09/2023

Legado de Gushiken, ex-presidente do SEEB SP, é lembrado no aniversário de sua morte

Passaram-se dez anos desde a morte de Luiz Gushiken, em 13 de setembro de 2013, mas seu legado continua vivo, não só na lembrança de ex-companheiros de militância, mas também nas gerações atuais, que continuam aprendendo com seus ensinamentos e o exemplo de sua liderança.

O ex-presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região (de 1985 a 1988), que também foi deputado constituinte pelo PT de São Paulo, deputado federal e ministro da Secretaria de Comunicação do primeiro governo Lula (2003-2006), será homenageado neste mês de setembro, por ocasião do aniversário de sua morte.

Na tarde desta quinta-feira (14), a Câmara dos Deputados realizou sessão solene em sua homenagem, por iniciativa do deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP). Haverá ainda ato solene no Auditório Franco Montoro da Assembleia Legislativa de São Paulo, às 18h. E durante o ato, será lançado o livro “A Nova Ordem Luiz Gushiken”, editado pela Fundação Perseu Abramo, com relatos de pessoas que conviveram com Gushiken.

A obra, organizada pela jornalista Fernanda Otero, recupera a trajetória de Gushiken com textos de 67 autores, entre eles Lula, que era seu amigo pessoal. O livro traz ainda uma carta que ele deixou ao presidente Lula e sua tese sobre uma nova ordem mundial para a governabilidade do planeta.

Veja mais informações sobre o livro no site da Perseu Abramo.confira aqui o pdf.

O Sindicato também prestou sua homenagem, resgatando entrevista em vídeo com Gushiken, feita em 29 de março de 2012. O vídeo, produzido pelo escritório de advocacia Crivelli Associados, também foi resgatado na esteira das comemorações pelos 100 anos da entidade, completados em abril deste ano.
 

"Luiz Gushiken foi um companheiro de muitas lutas. Começou sua vida política no Sindicato dos Bancários e presidiu a entidade antes de se tornar deputado federal constituinte, em 1987. Esteve à frente da maior greve feita pela categoria, em 1985, como ele mesmo definiu: ‘fruto de muita organização política, com adesão de toda a sociedade’. Sua grandeza estava no seu comprometimento e engajamento ao se dedicar a cada projeto que assumia. Um homem de extrema retidão, serenidade e sabedoria, comprometido com mudanças profundas na base da sociedade brasileira, e em defesa do povo brasileiro."

Neiva Ribeiro, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região

Trajetória de luta
Natural de Oswaldo Cruz (SP), Gushiken cursou Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi funcionário do Banespa de 1970 a 1999.

Como presidente do Sindicato, comandou, em 1985, uma das maiores greves da categoria de todos os tempos, defendendo salários dignos e melhores condições de trabalho. Foi nesta campanha que a categoria bancária conquistou importantes benefícios, como o vale-refeição e o auxílio-creche/babá.

No ano seguinte, foi eleito deputado constituinte pelo PT de São Paulo, sendo reeleito para os dois mandatos seguintes. No primeiro governo Lula (2003-2006) foi ministro-chefe da Secretaria de Comunicação e chefe do Núcleo de Assuntos Estratégicos (NAE) da Presidência da República.



foto 
Créditos: Vera Jursys. Acervo: CSBH/FPA Fonte: SEEB SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil