Webmail
quinta-feira, 23 de maio de 2024

Notícias

publicado em 26/08/2016

Realizado no dia 25 de agosto o Fórum Condições de Trabalho

No último dia 25 (quinta-feira) foi realizada a reunião mensal do Fórum no âmbito da Gerência de Pessoas de São Paulo da Caixa.
 
Participaram da reunião representantes da Federação dos Bancários da CUT de São Paulo (FETEC-CUT/SP), Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal de São Paulo (APCEF/SP) e os Sindicatos de Bancários de Guarulhos e São Paulo.
 
A maioria dos problemas levantados pelos sindicatos é referente à falta de pessoal nas unidades. Esta questão impacta diretamente na melhoria das condições de trabalho e atendimento às demandas do banco.
 
Segundo Jackeline Machado, secretária de cultura da FETEC-CUT/SP e empregada da Caixa, é consenso entre as áreas de negócios, logística, segurança, retaguardas e jurídica, que participam do Fórum, a necessidade urgente de contratação de pessoal. “Não há de onde tirar pessoas para suprir o déficit das agências, muitas operando sob a tensão diária causada pelo descontentamento dos clientes, que chegam a esperar, em casos extremos, por horas para serem atendidos”, comenta.
 
A sobrecarga de trabalho nas agências é outro problema que atormenta os empregados da Caixa.
 
O tema “contratações” também é tratado no Fórum Nacional Condições de Trabalho e é uma das principais reivindicações da Mesa Permanente e a Mesa Específica de Negociações (esta última é a da Campanha Nacional) com a Caixa.
 
Acompanhamento de resultados:
 
O Sindicato de São Paulo trouxe ao Fórum a denúncia de infração da cláusula 36 da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria bancária, da qual a Caixa é signatária, e que proíbe a divulgação pública de ranqueamento dos empregados.
 
A prática já havia sido discutida na última reunião do Fórum e a Superintendência Regional Santana havia sido alertada sobre a conduta abusiva. Após novas denúncias, a Superintendência foi novamente contestada pela reincidência da prática, que considera “estimulante à produtividade”.
 
“Chegamos ao cúmulo de ouvir elogios do representante da SR Santana à prática de uma rede norte-americana de fast food de exposição dos empregados, como boa referência de reconhecimento dos trabalhadores pela empresa. Foi preciso fazê-lo entender que a prática, no caso dos bancos, fere o Acordo Coletivo de Trabalho e sua reincidência caracteriza má fé”, explica Jackeline.
 
Estrutura física e de pessoas das unidades:
 
Agência Guarulhos – está em instalações precárias e aguardando mudança de prédio: as novas instalações estão prontas para receber a agência e só aguarda a finalização da documentação para a mudança, com expectativa de solução em até dois meses.
 
Agência Barra Funda – infiltrações: a área de logística está acompanhando a manutenção devida pelo condomínio e atuando paliativamente; aguarda posicionamento do condomínio em até 20 dias.
 
Agência Praça da República – funcionamento do elevador: prejudicado por intervenção do condomínio; está sendo acompanhada pela área de logística, que aguarda solução pelo condomínio em até 20 dias.
 
Agência Vila Nova Cachoeirinha – problemas causados por refluxo de esgoto: o problema é causado por uma junção de esgoto da Sabesp situado à saída o local; a área de logística já fez intervenções após as últimas chuvas, que por seu alto volume, causaram o refluxo.
 
Agências Picanço, Nova Arujá, Celso Garcia, Mirandópolis e Conselheiro Carrão – falta de empregados: foram retiradas da pauta por entendimento da Gipes SP; porém voltarão à discussão, por se tratar do foco de atuação do Fórum a busca de soluções regionais para todos os problemas apontados que sejam de seu escopo, como é o caso da estrutura das unidades.
 
Após o Fórum, os representantes da FETEC-CUT/SP, APCEF/SP e Sindicatos dos Bancários de Guarulhos e São Paulo, tiveram outra reunião com a Gerência de Pessoas de SP para tratar da emissão de CAT nos casos de assalto.
 
Outra questão debatida foi a política de gestão da Caixa, que insiste em somente emitir a Comunicação após avaliação médica na ocorrência do sinistro, negligenciando seriamente a atenção à saúde de seus trabalhadores uma vez que o risco de assaltos é inerente à atividade bancária e o evento, por si só, caracteriza acidente.
 
Próxima reunião do Fórum
 
As reuniões do Fórum Condições de Trabalho são mensais, excepcionalmente, por causa do período de campanha salarial, a próxima reunião está agendada para o mês de outubro.
 
A FETEC-CUT/SP orienta os sindicatos a acompanharem, junto com as CIPA e delegados sindicais, os desdobramentos das ações de solução.
 
Fonte: FETEC-CUT/SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil