noticias

publicado em - 13 de junho de 2017

Bancários da Caixa discutem mobilização e elegem delegados ao 33º Conecef

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária e o Acordo Coletivo de Trabalho, aditivo à CCT, asseguram os direitos dos empregados da Caixa até 31 de agosto de 2018, com a garantia de 1% de aumento salarial acima da inflação em 2017. Mas a luta da categoria não deixará de ser realizada em um ano em que a classe trabalhadora de um modo geral sofre vários ataques do governo federal em conjunto com a bancada empresarial do Congresso Nacional.
 
Com o objetivo de discutir a organização dos empregados da Caixa na defesa das suas garantias, na luta contra as mudanças na Previdência e na Consolidação das Leis do Trabalho que retiram direitos, e pela defesa do papel social dos bancos públicos, o Congresso Estadual dos Empregados da Caixa reuniu bancários do ABC, Araraquara, Barretos, Bauru, Bragança Paulista, Catanduva, Guarulhos, Jundiaí, Mogi das Cruzes, São Paulo e Taubaté, que deliberaram, no sábado 10, as propostas de resolução que serão encaminhadas para debate no 33º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef).
 
No encontro também foi eleita a delegação que representará os empregados de base da FETEC-CUT/SP no 33º Conecef, que será realizado entre 30 de junho e 2 de julho, em São Paulo.
 
“O congresso apontou que o atual cenário exige da organização dos trabalhadores envolvimento e comprometimento não só na mobilização dos trabalhadores sob sua representação – condição essencial ao enfrentamento dos ataques aos nossos direitos, mas também na busca da conscientização e do engajamento da sociedade nessas lutas”, afirma Jackeline Machado, diretora da FETEC-CUT/SP.
 
Os congressos estaduais são uma etapa preparatória para o Conecef. Os delegados eleitos aprovarão as resoluções do congresso, que se traduzirão em ações de defesa dos direitos dos bancários da Caixa, do caráter 100% público do banco, das instituições públicas e da classe trabalhadora.
 
Durante o congresso estadual foram discutidas e deliberadas propostas de organização dos empregados para os seguintes temas: defesa dos bancos públicos e, em especial, da Caixa; Funcef; Saúde Caixa; condições de trabalho; mais empregados; aposentados, reestruturação; verticalização; terceirização; reforma trabalhista; e reforma da Previdência.
 
Foram realizadas, ainda, duas análises de conjuntura durante o encontro. A representante eleita pelos empregados no Conselho de Administração da Caixa, Maria Rita Serrano, abordou a situação atual do banco público. O professor livre docente Alysson Mascaro dissertou sobre a conjuntura geral do país.
 
Fonte: FETEC-CUT/SP com Seeb SP
  • Mini botão Whatsapp.
  • Telegram

Leia Mais

FETECSP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.