Webmail
quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Notícias

publicado em 12/05/2020

Bancários vão decidir sobre acordos com o Santander

Bancários do Santander de todo o país vão realizar assembleias nos dias 13 e 14 de maio (quarta e quinta-feira) para deliberar sobre as propostas de renovações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria; do acordo de Programa Próprio de Resultados Santander (PPRS) e dos termos de compromisso Banesprev e Cabesp.

“Na atual conjuntura, é uma grande vitória a renovação dos acordos, que preveem conquistas além das que estão na CCT (Convenção Coletiva de Trabalho)”, avaliou a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, que é uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários, que indica a aprovação dos acordos.

O sistema estará liberado para votação dos bancários do Santander a partir das 8h de quarta-feira (13). A votação será permitida até às 18h de quinta-feira (14). Basta que os bancários do Santander acessem o sistema de votação pelo link que será divulgado pelo seu sindicato.

Representante da Contraf-CUT na mesa de negociações com o banco, o secretário de Assuntos Socioeconômicos da Contraf-CUT, Mario Raia, explica que as reivindicações partiam da manutenção dos direitos previstos no atual acordo. “Isso nós já conseguimos, com melhorias no programa de auxílio à educação. E ainda vamos continuar a discutir no CRT (Comitê de Relações Trabalhistas) sobre outras reivindicações como, por exemplo, a isenção de tarifas para funcionários”, explicou.

Mario explicou ainda que, um dos anexos ao acordo aditivo, determina que, em até 30 dias após a assinatura da CCT, as partes voltam a se reunir para ratificar, ou alterar as condições estabelecidas, se for necessário, caso haja alguma questão tratada de forma distinta da que for estabelecida na CCT, prevalecendo o que for mais benéfico ao trabalhador.

“Ou seja, aprovando o acordo agora, os funcionários do banco garantem todos os direitos atuais, com algumas melhorias. Isso é importante, num momento em que muitos direitos dos trabalhadores estão sendo cortados. Se houver algum avanço na negociação da CCT, haverá a incorporação automática, pois prevalecerá o que for melhor para os funcionários”, completou.

Votação eletrônica

Em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus, para se evitar aglomerações, as assembleias serão virtuais, com votação eletrônica. O sistema, já utilizado em assembleias de outros sindicatos, foi disponibilizado pela Contraf-CUT para permitir a deliberação de bancários sindicalizados, ou não, de toda a base sindical. Basta a confirmação da identidade por meio de dados pessoais e de registro funcional.

“É um sistema seguro, todo criptografado, que evita fraudes, garante o sigilo das informações e permitirá a votação por todos os funcionários sem que os mesmos sejam expostos ao risco de contágio pelo novo coronavírus nas aglomerações que ocorrem nas assembleias presenciais realizadas normalmente. Assegurando o direito democrático de cada um opinar sobre o acordo e respeitando a decisão da maioria”, explicou Juvandia.

No sistema, os bancários terão acesso à integra do acordo e cada sindicato pode inserir um vídeo para explicação da proposta, no intuito de auxiliar na decisão do trabalhador.
  Fonte: Contraf-CUT, com FETEC-CUT/SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil